Saiba quais as drogas psicadélicas que a medicina quer usar

Há pelo menos quatro substâncias psicadélicas, capazes de alterar a mente, que estão a a dar o salto para o laboratório e ensaios clínicos

Marijuana, cogumelos mágicos e ecstasy estão prestes a dar o salto do consumo recreativo (e ilegal) para os laboratórios clínicos. Os EUA deram ‘luz verde’ a ensaios avançados com a substância do ecstasy, para lidar com o stress pós-traumático. Portugal faz parte de um grupo de 14 países europeus em que o uso de canábis é permitido, ainda que não esteja a ser comercializado o fármaco autorizado pelo Infarmed. Saiba quais são e como funcionam as substâncias psicadélicas que a medicina está a recuperar para efeitos terapêuticos.

1. LSD e Psilocibina (cogumelos mágicos)

Potencial Ansiedade existencial e de depressão (em doentes oncológicos), na perturbação obsessivo--compulsiva, enxaquecas e redução de recaídas em alcoólicos.

Uso prolongado Problemas cardíacos, náusea, perda de memória

2. MDMA